Banner Destinos Internacionais 728x90
Traduzir:
NY - Utilizando o metrô

NY - Utilizando o metrô


Postado em Estados Unidos - Nova York, em 11/Maio | 3219 Visualizações

 

O metrô de Nova York é um dos mais complicados que já utilizei. Então achei legal dar algumas dicas práticas, ou melhor, dar o tintim por tintim....

 

 

 

- Na hora de comprar o bilhete:

A primeira coisa a fazer, lógico, é comprar o seu bilhete individual ou o MetroCard. Pra isso, você deve levar em consideração quanto tempo vai passar em Nova York.

Se for utilizar por poucas vezes, compre o bilhete individual (single ride), que custa U$ 2,75. Tarifa reduzida (reduced) pra pessoas com mais de sessenta anos = U$1,35 dólares. Com esse bilhete você pode andar por duas horas, contadas a partir da hora da compra.

No nosso caso compensou muito comprar o passe semanal - MetroCard 7 days. Custou U$31 ($15,50 para Sylvia - tarifa reduzida pela idade) e nos deu direito a usar o metrô por 7 dias ilimitadamente, que são contados a partir da primeira utilização. Na verdade, custa U$30,00 mais U$1,00 do cartão. Além do metrô, dá direito a usar os ônibus locais até meia-noite.

Também há bilhete para trinta dias, no mesmo esquema do semanal. Compensa pra quem vai ficar bastante tempo, pois custa U$116,50. Aí se você fizer as contas de quanto gastaria com cada passagem, vale muito a pena. Além da comodidade de não ter que ficar comprando bilhete toda hora.

Dica: Se acabar o tempo limite do cartão, 7 dias por exemplo, você pode colocar mais "crédito", sem ter que pagar a taxa de U$1,00 por um novo cartão. Você acrescenta mais tempo (7 dias ou 30 dias) ou dinheiro (se precisar de apenas uma ou duas viagens). E na recarga você ainda ganha 11% a mais como cortesia.

 

Decidido por qual passe comprar, vá até uma das estações e encontre uma máquina MetroCard. As pequenas, chamadas MVM - MetroCard Vending Machines, aceitam apenas pagamento em cartão. Nas maiores pode ser também em dinheiro.

 

Não é difícil de utilizar a máquina.

Apenas toque na tela e ela vai perguntar qual tipo de MetroCard quer. Siga os passos solicitados.

Se for pagar em cartão, ela vai perguntar o CEP do endereço de cobrança do cartão (zip code). Como não moramos lá, digite 99999. 

Se for pagar em dinheiro, usando a máquina grande, lembre que o máximo de troco que a máquina pode dar é de U$9,00, que sempre serão em moedas.

Há recurso de áudio para deficientes visuais.

 

Guarde o recibo para qualquer problema futuro, Nele tem o valor, o número da máquina utilizada e data/hora da compra.

 

- Descobrir o itinerário de baldeações a fazer e qual trem deve pegar:

Veja o mapa completo aqui.

 

Simplesmente não dá pra entrar em qualquer estação de metrô, achando que poderá chegar no destino escolhido. Como são pouquíssimas as conexões entre linhas, você tem que "estudar" o caminho primeiro. Mesmo que as linhas passem muito próximas, as vezes no mesmo quarteirão, isso não quer dizer que elas se conectam. Qualquer erro pode resultar num tempão perdido. Dependendo da distância, compensa fazer a pé.

Basicamente, tenha em mente que as linhas com números fazem os trajetos Norte-Sul, enquanto que as linhas com letras fazem os trajetos Leste-Oeste e às vezes permitem fazer baldeação com as de números.

As numeradas são 1, 2, 3 vermelhas; 4, 5 e 6 verdes; 7 roxa

As de letras são A, C e E azul; B, D e F laranja; N, Q, R e W amarela; S e L cinza; J, M e Z marrom

As cores na verdade não servem pra nada, o importante mesmo é você saber a letra ou número e o sentido.

 

 

São vários trens diferentes utilizando a mesma linha. Por exemplo, na linha vermelha, passam os trens 1, 2 e 3. Mas há estações em que apenas a número 1 pára. Então você tem que ver se aquele trem parará na estação que você quer descer. No mapa você enxerga os números ou letras de trens que param na estação.

Exemplo: Abaixo vemos que a linha verde 4 e 5 não param na estação Astor, apenas a linha 6. Isso quer dizer que se eu entrar no trem 4 ou 5, mesmo sendo verde também, ele não vai parar na estação Astor. Vai passar direto.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Usando a mesma figura acima, vemos que as três linhas verdes (4, 5 e 6) param na GrandCentral 42St. Assim como as linhas S cinza e 7 roxa.

***Por falar na GrandCentral, veja aqui nossa visita à estação central que é lindíssima. Vale a pena conhecer!

 

Na frente e na lateral do trem tem o número/letra pra você não errar:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Outra informação importante na hora de escolher qual trem a utilizar, é que existem os trens locais e os expressos. No mapa fica fácil identificar: Se tiver bolinha preta, significa que só os trens locais param ali. Se tiver bolinha branca, significa que ali param tanto os trens locais, quanto os expressos. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deu pra entender? Se estiver na Grand Central e quiser saltar na 23St pela linha verde, não poderá pegar um trem expresso, pois ele vai passar direto até a 14St UnionSquare.

A vantagem do expresso é chegar mais rápido nas estações "de bolinha branca" sem ter que ficar "pingando de bolinha em bolinha preta".

Como na mesma linha pode existir os dois tipos, você deve prestar atenção já na plataforma. Geralmente de um lado passa o expresso e do outro o local.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

- Descobrindo por onde entrar na estação 

Achou fácil até aqui? Então acrescente mais uma informação: você deve saber em qual sentido tem que pegar o trem, se UPtown (Norte) ou DOWNtown (Sul) e ainda, se West ou East, dependendo da linha.

Ah... mas isso a gente também faz aqui no Brasil, com a diferença de que vemos o sentido pelo nome da última estação e não se Norte, Sul, Leste ou Oeste! Por esse ângulo, é mais prático que o nosso. Mas....

Você deve prestar atenção pra entrar na estação pela entrada correta. Nas placas estão escritos os sentidos, se Uptown ou downtown, por exemplo. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Se você entrar pela porta/escada errada, não há como atravessar "por baixo". Você vai ter que voltar e entrar pela rua na correta.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Algumas placas não têm essa indicação do sentido. Isso quer dizer que você alcançará os dois por essa mesma entrada. Aí é só seguir as placas lá dentro.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Geralmente tem entradas do metrô nas quatro esquinas do quarteirão. Essa da Times Square é bem grande, com acesso à várias linhas. Veja que na placa ainda há indicação de que para utilizar as linhas A, C e E, você deverá entrar pela 8ªAv.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Algumas linhas são interligadas por túneis (enooormes) que você atravessa a pé, com a vantagem de não estar na friaca ou na chuva. Estão no mapa com um traço preto:

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

- Passando na catraca

Passe o cartão na catraca como o nome MetroCard virado para o seu lado. Se disser "GO", atravesse. Várias vezes dava a mensagem "Por favor, passe novamente". Acho que por passar muito rápido, talvez.

Não dê uma de espertinho pra tentar passar o mesmo cartão para duas pessoas. Ele tem um tempo mínimo de 18 minutos entre uma utilização e outra, para evitar esse tipo de artimanha. Se tentar, ele mostrará a mensagem "Cartão magnético novamente neste catraca" 

Se der a mensagem"See Agent", há algo errado com o seu cartão. Procure um agente da estação. 

Sempre que passar o cartão na catraca ele vai informar o tipo de passe carregado nele e a data de validade.

 

MetroCard reader screen

 

 

 

 

 

 

- Atenção aos avisos

Não bastasse toda complicação do metrô, ainda é muito comum algumas linhas pararem nos fins de semana/feriado ou, por algum motivo, não estarem parando em determinada estação!

 

 

 

 

 

 

 

Então, além de prestar atenção no número/letra, expresso/local, up/downtown....... também fique ligado nos avisos dentro da estação.

Eles se preocupam muito em avisar tudo. As vezes até demais, que a gente fica meio tonto com tanta informação kkkkk

 

 

 

 

 

 

 

 

 

- Extras

Para facilitar a vida, no próprio site do metrô tem links para baixar aplicativos que ajudam a descobrir qual trem utilizar. Veja aqui.

Algumas estações são bem velhinhas (o metrô tem mais de 100 anos!) ou descuidadas, com parede descascando, escuras, mal cheiro e até ratos passeando. Chega a dar um medinho. Procure não andar sozinho a noite e prestar atenção ao seu redor. Conselho batido, mas nunca é demais!

Cuidado na hora de entrar no vagão, porque às vezes fica um espação entre a plataforma e o trem (mind the gap!).

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Agora que você já sabe tudo sobre como andar de metrô em Nova York, enjoy!!!

 

 

 

 

Comentários

Ana Claudia comentou:
"Demais as suas dicas e explicações!!! Encantada! Parabéns!"

Raquel comentou:
"Ahhhh....entendi a questão da loja....kkkkk
Cris, muito legal as dicas...Parabéns, sempre buscando ajudar."

Sandro comentou:
"Agora, com todas essas digas, poderei voltar sozinho pro hotel e deixar as meninas fazendo compras naquela loja que me nego a dizer o nome pois ainda estou de mal dela."


Comente:



TAGS

nova york, roteiro, 7 dias em nova york, roteiro de uma semana, new york, app para metrô de nova york, bilhete metrô, passo-a-passo do metrô, metrô, como andar de metrô em nova york, metro map, mapa do metrô, metrocard